Artrose do ombro

By dev7.md 3 meses ago
Home  /  Ombro  /  Artrose do ombro

A artrose do ombro é uma doença muito comum na população. Ocorre um desgaste da cartilagem da cabeça umeral e da glenóide, raspando a superfície articular (osso contra osso). Após a perda dessa cartilagem ocorre a perda da movimentação suave, gerando dor, crepitação e rigidez progressiva do ombro.

Artrose

 

Pode ser dividida em causas primárias (desgaste natural) ou causas secundárias como traumática (fraturas), inflamatória (artrite reumatoide, lúpus), infecciosa, neuropática, pós-operatória e até mesmo após muitos anos de exercício.

Geralmente acomete mulheres, acima de 60 anos, chegando a ter 20% de prevalência.

As queixas mais comuns são uma dor insidiosa, ou seja, vai piorando com o tempo.  Com a movimentação do ombro tem piora da dor, estalido, crepitação e progressiva limitação do arco de movimento. A dor geralmente piora com a movimentação e melhora com o repouso. Geralmente a dor piora à noite. Após longo prazo pode ter diminuição da força por desuso.

ArtroseArtrose

Exames de imagem:

– Radiografia: mostra uma redução do espaço articular (perda da cartilagem), osteófitos (calcificações nna região do ombro), cistos subcondrais. Nos casos mais graves pode ter subluxação

– Tomografia computadorizada: pode ser necessária para avaliar desgaste da glenóide e sua inclinação. Usada principalmente para auxílio na programação cirúrgica.

– Ressonância magnética: ajuda a avaliar outras lesões associadas e o manguito rotador. Também utilizada para a programação cirúrgica.

Artrose

O tratamento depende do estágio da doença. Não existe cura para a artrose, porém podemos tentar retardar a sua progressão e diminuir os sintomas. Não é possível determinar a velocidade de progressão da artrose, depende de cada indivíduo.

O tratamento inicial é o não operatório:

– Modificação de atividades: não dormir sobre o ombro dolorido, evitar rotações do ombro, evitar movimentação excessiva e muita carga.

– Medicamentos:

  • anti-inflamatório/analgésico
  • condroprotetores
  • colágeno

– Fisioterapia: controle da dor, melhora da amplitude articular e força muscular

– Acupuntura

Caso não ocorra melhora da dor podemos lançar mão de terapias mais invasivas.

– Infiltração: corticoide ou ácido hialurônico

O tratamento cirúrgico só é indicado se não houver melhora com o tratamento conservador.

– Artroscopia: limpeza da articulação, retirada de corpo livre, debridameto das lesões condrais, ressecção  dos osteófitos e liberação da cápsula articular. Indicado principalmente para pacientes jovens com artrose.

– Artroplastia: depende principalmente da idade, causa e estado do músculo deltoide e manguito rotador

– Artroplastia parcial: é realizado somete a substituição da parte umeral. É essencial não ter degeneração da glenóide.
– Prótese parcial
– Ressurfacig

– Total anatômica: é realizado a substituição tanto do úmero, como da glenóide.

– Total reversa

https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/rotator-cuff-injury/multimedia/reverse-shoulder-replacement-video/vid-20086567 (total e reversa)

https://www.youtube.com/watch?v=gqitRa4dm1U (reversa)

https://www.atlanticortho.com/shoulder-replacement-program/total-shoulder-arthroplasty/  (total)

https://www.hopkinsmedicine.org/health/conditions-and-diseases/shoulder-arthritis (explicação geral da doença + vídeo de prótese total , reversa, debridamento articular e infiltração)

Categories:
  Ombro, Patologias do ombro, Sem categoria
this post was shared 0 times
 100